AEBMG

Centro de Nefrologia
Hospital Evangélico

Centro de Nefrologia

As unidades dos Centros de Nefrologia possuem localizações estratégicas para atender várias regiões do Estado de Minas Gerais, considerando que muitos municípios não possuem clínicas de hemodiálise.

A unidade Venda Nova está em local de fácil acesso para atender pacientes vindos de outros municípios como Vespasiano, Santa Luzia, Pedro Leopoldo e Ribeirão das Neves; regiões estas, de maior população carente em diversos níveis de vulnerabilidade social. Em Venda Nova são quatro salas de hemodiálise sendo que cada uma delas atende 36 pacientes em três turnos.

A unidade Contagem é a única clínica do município capaz de atender mais de 500 pacientes.

A unidade Contorno, com localização Central/Hospitalar, facilita o acesso dos pacientes da Grande BH. Cerca de 500 pacientes são dialisados neste local.

A unidade Betim, uma parceria com a prefeitura da cidade, atende todos os pacientes do município e arredores e se prepara para expandir em breve.

O Centro de Nefrologia também realiza pequenas cirurgias como as de fístula e outras intervenções. Várias ações multidisciplinares são realizadas por meio de estratégias educativas, motivacionais e de conscientização para cada paciente e seus familiares.

Em Venda Nova temos o programa Educando e Aprendendo de alfabetização de pacientes – uma parceria com a subprefeitura do local que disponibiliza mais de 30 professoras para atuar dentro das salas de diálise na alfabetização de pacientes. Este programa pioneiro tem trazido imensos benefícios aos pacientes: além de aliviar o stress do momento, retornam à clínica com motivação extra. O Centro de Nefrologia do HE é considerado um centro de referência em qualidade e inovação além de ser o maior em serviços da América Latina.

Coordenação Clínica e Médica – BH

Dra. Lílian Pires de Freitas do Carmo

Dr. André Nogueira Duarte

Coordenação Clínica e Médica – Contagem

Dra. Daniela Avelar Barra

Dra Marcela Saraiva Fernandes

Coordenação Clínica e Médica – Venda Nova

Dra. Silvia Corradi de Faria

Dra. Renata Lamego Starling

Coordenação Clínica e Médica - Betim

Dr. Tiago Cerqueira

Tratamentos e Serviços:

  • Hemodiálise
  • Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua (CAPD)
  • Diálise Peritoneal Automática(DPA)
  • Acompanhamento pré–transplante renal
  • Acompanhamento pós–transplante renal
  • Diálise Externa
  • Consultas Nefrológicas
  • Biopsia Renal

História do Centro de Nefrologia

O Centro de Nefrologia do Hospital Evangélico é uma unidade mantida pela Associação Evangélica Beneficente de Minas Gerais. Oferece serviços a mais de 2000 pacientes portadores de Doença Renal Crônica, advindos da Região Metropolitana de Belo Horizonte, encaminhados, em sua maioria, pelo SUS.

Atua nesta área desde 1981 acumulando vasta experiência na prestação destes serviços.

Possui:
  • Quatro unidades de atendimento, situadas em Belo Horizonte, Venda Nova, Contagem e Betim;
  • Estrutura para atendimento a tratamentos de Hemodiálise (HD), Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua (CAPD), Diálise Peritoneal Automática (DPA) e tratamento conservador;
  • Acompanhamento pré e pós transplante renal, com excelente qualidade.
  • Funciona de segunda a sábado de 06h às 21h30min, com plantões 24h, inclusive aos domingos.

Equipe Multidisciplinar da Terapia Renal do Hospital Evangélico

  • Médicos nefrologistas
  • Enfermeiros
  • Nutricionistas
  • Psicólogos
  • Assistentes Sociais
  • Farmacêutico
  • Capelão

Capelania

A Capelania tem como missão atuar através de um capelão capacitado que leva amor, conforto e esperança aos pacientes, familiares e profissionais da saúde, vivendo a fé cristã através do atendimento espiritual, emocional, social, recreativo e educacional, sem distinção de credo, raça, sexo ou classe social, em busca contínua da excelência no ensino e no ministério de consolo e esperança eternos.

As Instituições que contam com este serviço são mais bem conceituadas por terem visão holística, renovando a esperança e a força para lutar e trazendo novo desejo de vida aos pacientes. Em muitos casos, a Capelania ajuda a preparar o paciente terminal e sua família para enfrentar a morte próxima, trazendo-lhes consolo e esperança da vida eterna.

Entre em contato conosco:

Capelania Contagem: capelania@cnct.org.br

Capelania Contorno e Venda Nova: capelania@cnvn.org.br

Capelania Betim: capelania@cnbt.org.br

Atendemos a diversos convênios particulares.

Para credenciamento de convênios ou dúvidas sobre atendimento, entre em contato conosco:

(31) 3281-6749

Respeitar, ser ético e integro, acolher e servir ao próximo, são valores que não encontramos naturalmente por ai.

Há exatos 202 anos, comemora-se o dia de uma das profissões e dos profissionais mais dedicamos e importantes em nosso planeta. Sabemos que é somente uma data internacionalmente comemorada e entendemos que TODO DIA é seu dia.

Neste dia 12 de maio - Dia Internacional da Enfermagem, toda a AEBMG homenageia nossos mais de mil enfermeiros e técnicos de enfermagem, por, diariamente, estarem na linha de frente por AMOR ao Próximo.

Mais uma vez, nosso Muito Obrigado!

#Vocacao
#DiaMundialDaEnfermagem
#DiaInternacionalDaEnfermagem
#DiaDoEnfermeiro
#Enfermagem
#Enfermeiras
#Enfermeiros

Respeitar, ser ético e integro, acolher e servir ao próximo, são valores que não encontramos naturalmente por ai.

Há exatos 202 anos, comemora-se o dia de uma das profissões e dos profissionais mais dedicamos e importantes em nosso planeta. Sabemos que é somente uma data internacionalmente comemorada e entendemos que TODO DIA é seu dia.

Neste dia 12 de maio - Dia Internacional da Enfermagem, toda a AEBMG homenageia nossos mais de mil enfermeiros e técnicos de enfermagem, por, diariamente, estarem na linha de frente por AMOR ao Próximo.

Mais uma vez, nosso Muito Obrigado!

#Vocacao
#DiaMundialDaEnfermagem
#DiaInternacionalDaEnfermagem
#DiaDoEnfermeiro
#Enfermagem
#Enfermeiras
#Enfermeiros
...

Feliz Dia Das Mães 

#SomosTodosAEBMG

Feliz Dia Das Mães

#SomosTodosAEBMG
...

Muitas pessoas não sabem, mas existe uma alternativa à hemodiálise pelos pacientes renais crônicos: é a Diálise Peritoneal. Não são todos os pacientes que podem fazer, devido a diversas condições existentes ou não nas casas dos pacientes. 

Mas para aquele que podem, como é o caso da Rayane - cuja falência renal, segundo ela, ocorreu pela intoxicação fulminante ocorrida após tomar uma bebida contaminada -, a Diálise Peritoneal requer a instalação de um cateter da região do peritônio, um pouco abaixo do peito, e, ali, são instalados os equipamentos da máquina, que pode funcionar durante a madrugada, permitindo, assim, que o paciente tenha o dia livre e possa até mesmo viajar.

Tanto a máquina quanto todos os insumos necessários são fornecidos gratuitamente pelo SUS e os pacientes dizem que nunca acontece de faltar ou haver entrega, pelo Sistema, de tudo aquilo que eles precisam.

Os pacientes peritoneais precisam, regularmente, de passar por uma avaliação das Unidades de Nefrologia do HE para saber se tudo está correndo bem, mas, fora isso, eles têm vida normal e não precisam se submeter à hemodiálise três vezes por semana, durante quatro horas por dia.

Por outro lado, no caso da Diálise Peritoneal, ela precisa ser feita necessariamente todos os dias, mas no conforto de seu lar ou onde mais quiserem. Veja o caso da Rayane: ela tentou a hemodiáise, não se adequou e optou e hoje vive normalmente com o cateter instalado em seu corpo. Faz a diálise à noite e, pela manhã, já está prontinha para viver seu dia normalmente!

Quer saber mais sobra a Diálise Peritoneal, converse com seu médico meticulosamente, tire todas as dúvidas e, juntamente com ele, faça a melhor escolha para você. 

Ah, e não se esqueça: quase todos os pacientes da Peritoneal, assim como os da hemodiálises, são eletivos ao transplante! Inês já está na fila, ansiosa pelo dia que vai chegar sua vez de fazer o transplante! 

#CentroDeNefrologiaHE
#SomosTodosAEBMG
#DiálisePeritoneal

Muitas pessoas não sabem, mas existe uma alternativa à hemodiálise pelos pacientes renais crônicos: é a Diálise Peritoneal. Não são todos os pacientes que podem fazer, devido a diversas condições existentes ou não nas casas dos pacientes.

Mas para aquele que podem, como é o caso da Rayane - cuja falência renal, segundo ela, ocorreu pela intoxicação fulminante ocorrida após tomar uma bebida contaminada -, a Diálise Peritoneal requer a instalação de um cateter da região do peritônio, um pouco abaixo do peito, e, ali, são instalados os equipamentos da máquina, que pode funcionar durante a madrugada, permitindo, assim, que o paciente tenha o dia livre e possa até mesmo viajar.

Tanto a máquina quanto todos os insumos necessários são fornecidos gratuitamente pelo SUS e os pacientes dizem que nunca acontece de faltar ou haver entrega, pelo Sistema, de tudo aquilo que eles precisam.

Os pacientes peritoneais precisam, regularmente, de passar por uma avaliação das Unidades de Nefrologia do HE para saber se tudo está correndo bem, mas, fora isso, eles têm vida normal e não precisam se submeter à hemodiálise três vezes por semana, durante quatro horas por dia.

Por outro lado, no caso da Diálise Peritoneal, ela precisa ser feita necessariamente todos os dias, mas no conforto de seu lar ou onde mais quiserem. Veja o caso da Rayane: ela tentou a hemodiáise, não se adequou e optou e hoje vive normalmente com o cateter instalado em seu corpo. Faz a diálise à noite e, pela manhã, já está prontinha para viver seu dia normalmente!

Quer saber mais sobra a Diálise Peritoneal, converse com seu médico meticulosamente, tire todas as dúvidas e, juntamente com ele, faça a melhor escolha para você.

Ah, e não se esqueça: quase todos os pacientes da Peritoneal, assim como os da hemodiálises, são eletivos ao transplante! Inês já está na fila, ansiosa pelo dia que vai chegar sua vez de fazer o transplante!

#CentroDeNefrologiaHE
#SomosTodosAEBMG
#DiálisePeritoneal
...